Museu Carlos Machado promove exposição “O Banco dos Açores”

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +
Em 1912, em Ponta Delgada, foi fundado o Banco Michaelense, com um capital social de duzentos e trinta contos de réis insulanos e um total de 203 subscritores. Inicialmente dirigido por personalidades republicanas da sociedade micaelense, esta instituição bancária surgiu num período de grande prosperidade comercial e para dar resposta à inexistência de estruturas bancarias eficazes que assegurassem um alargado volume de negócios, nacionais e internacionais, que marcava a economia micaelense. Ao longo da sua história este Banco tem sido o reflexo de diferentes contextos económicos e sociais.

A mostra expositiva O Banco dos Açores resulta de um protocolo estabelecido entre o Museu Carlos Machado e o Banco Santander Totta, com o intuito de dar a conhecer o acervo histórico referente ao percurso do primeiro Banco Açoriano e a relevância deste para o desenvolvimento e o progresso económico e social dos Açores. Esta mostra apresenta uma museografia contemporânea, desenvolve-se de acordo com o espólio já exposto no banco e respeita o percurso cronológico que marcou a história daquela instituição, destacando sete períodos temporais mais marcantes.

Fonte: Museu Carlos Machado

Share.

About Author

Pretendemos ser uma ponte entre os Açores e a diáspora açoriana e divulgar casos de sucesso e positivos, que sejam exemplos de iniciativas que acrescentam algo de inovador.

Comments are closed.