Álbum de originais traz nova vida à viola da terra de Rafael Carvalho

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Rafael Carvalho, um dos grandes impulsionadores – talvez o maior – da nossa viola da terra, prepara-se para colocar cá fora o seu terceiro disco. “Relheiras” será um disco ligeiramente diferente dos antecessores (“Origens” de 2012, e “Paralelo 38” de 2014), na medida em que depois da preocupação em recuperar e preservar o cancioneiro regional deste instrumento, há agora um foco maior nas composições originais.

Dos dez temas do álbum, sete são da autoria de Rafael Carvalho. De acordo com o próprio, a  crescente procura das suas peças para genéricos de televisão, publicidade e bandas sonoras de documentários, levaram a esse aumento de criações, que por sua vez culminam neste novo disco.

Tal como nos trabalhos anteriores, o novo álbum contém alguns temas a solo, mas Rafael Carvalho pretende surpreender com novas colaborações, algumas delas mais improváveis, promovendo “novas fusões musicais nunca experimentadas com a viola da terra”. Aliás, quem conhece o trajeto do músico oriundo da Ribeira Quente sabe que essa é já uma imagem de marca, tanto em estúdio como ao vivo.

As novas composições – inspiradas nas nossas ilhas, principalmente na sua terra natal e na ilha do Pico, a sua segunda casa – estão a ser gravadas com Emanuel Cabral, uma colaboração que já vem de longa data, não só dentro das quatro paredes do estúdio, mas também na “estrada”.

É importante referir que esta é uma edição de autor, sem qualquer apoio governamental, que se encontra já numa fase final. O lançamento está previsto para o próximo mês de julho.

Fonte: Meia de Rock

Share.

About Author

O Meia de Rock é um espaço de opinião e divulgação musical. É um magazine online com foco na produção musical regional. Aos sábados, podem ler-se os artigos na versão impressa do jornal Açoriano Oriental.

Comments are closed.